Novos cristãos sofrem ataques constantes

540x350_3-reinounido-gettyDe acordo com as no tícias do New York Times, um grupo de muçulmanos convertidos ao cristianismo, que vive em Bradford, uma cidade metropolitana que fica no norte da Inglaterra, foi violentamente atacado na frente de sua residência, e as câmeras de segurança registraram o momento do ataque.

Um deles, que era enfermeiro, foi repetidamente chutado e atingido com uma picareta, causando graves ferimentos por dois homens que fugiram em seguida num carro. No hospital, o cristão deu depoimentos à polícia local, dizendo que está sofrendo ameaças constantes por parte da comunidade muçulmana, de várias formas. “O para-brisas do meu carro já foi quebrado várias vezes”, disse ele.

Um analista da Portas Abertas comentou: “Um pai de seis filhos que também foi atacado, e que nasceu na Grã-Bretanha, na década de 60, tornou-se um cristão em 1996. Sua conversão se tornou amplamente conhecida através de um documentário de TV que foi ao ar em 2008 e desde então ele tem sido perseguido pelos jihadistas”.

Os recentes ataques ilustram como os ex-muçulmanos se tornam vulneráveis após decidirem seguir o cristianismo. “Como em muitas partes do mundo, a tendência é cada vez mais clara: ‘os cristãos novos convertidos que moram em países onde a lei sharia prevalece, estão descobrindo que é impossível viver sua fé abertamente e estão sendo forçados a mover suas famílias para outras localidades. Eles estão literalmente fugindo para alcançarem a liberdade, que parece estar cada vez mais longe. Que Deus dê a eles força e estratégia”, conclui o analista.

fonte: www.portasabertas.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *