Notícias em Geral `Existem cristãos na Coreia do Norte que nunca seguraram uma Bíblia´, diz missionário

Mais de 50 mil Bíblias serão enviadas aos cristãos da Coreia do Norte até o final de 2017, a fim de preencher a grande demanda na nação

Mais de 50 mil Bíblias serão enviadas aos cristãos da Coreia do Norte até o final de 2017 pela organização norte-americana World Help, a fim de preencher a grande demanda na nação.

Segundo o presidente da World Help, Vernon Brewer, ele notou a necessidade de Bíblias na Coreia do Norte quando conversou com missionários do país. “Não há Bíblias o bastante, não importa quantas possamos imprimir e contrabandear para o país. Não há Bíblias suficientes para manter o ritmo da demanda”, disse ele nesta segunda-feira (9) em uma coletiva de imprensa.

“Neste momento, existem cristãos norte-coreanos que nunca sequer seguraram uma Bíblia, muito menos outros materiais cristãos. Eles têm alguns versículos memorizados ou alguns capítulos do Novo Testamento rabiscados em um pedaço de papel, mas eles estão com fome de mais”, acrescentou Brewer.

World Help lançou uma campanha de doações que pretende financiar o envio de Bíblias aos norte-coreanos. “A igreja clandestina norte-coreana está desesperada pela Palavra de Deus”, destacou. “Ser pego com um exemplar da Bíblia provavelmente leva à cadeia. Mas eles sabem que o risco vale a pena. Eles estão ansiosos para ler as promessas de Deus contidas nas páginas das Escrituras”.

Muitas igrejas domésticas da Coreia do Norte dividem uma única Bíblia entre os membros. Diante disso, Brewer explica que uma doação de US$ 10 (equivalente a R$ 32) pode impactar pelo menos cinco pessoas. As informações sobre o contrabando de Bíblias não foram detalhadas por razões de segurança.

Opressão

O último censo da Coreia do Norte indica que existem 300 mil cristãos no país. No entanto, Brewer ressaltou que o censo é uma estratégia do regime de Kim Jong-un para erradicar os cristãos do país.

“O regime está desesperado para manter um punho de ferro no país”, disse ele. “O aumento de cristãos norte-coreanos que acreditam em um Deus todo-poderoso é mais forte do que o regime, e isso os assusta a ponto de lançarem famílias inteiras em campos de trabalho forçado”.

Acredita-se que cerca de 70 mil cristãos estão presos em campos de trabalho, onde são forçadas a trabalhar longos períodos e são brutalmente torturados. “Um crente pode ser condenado a até 15 anos em um campo de trabalho, apenas para possuir uma Bíblia, cantar um hino ou orar”, disse Brewer.

Embora seja ilegal possuir uma Bíblia ou fazer cultos na Coreia do Norte, Brewer afirma que, por Jesus, vale a pena o risco. “Eu acredito que Deus está desafiando a família World Help e você para responder aos cristãos na Coreia do Norte”, declarou.

fonte:http://www.cpadnews.com.br/

Fonte: Guia-me / com informações de The Christian Post | 11/10/2017 – 15:30