Informe missionário

“Pois o resgate de uma vida não tem preço. Não há pagamento que o livre.” Sl 49.8  (NVI)
A Paz do Senhor, pastor Pedro Aldi Damasceno, Pr. Rayfran Batista e Pr. Francisco Assis.
Agradecemos por nos apoiar e a nossa  alegria é imensa em poder compartilhar com vocês e  Igreja sobre o saldo positivo nesses alguns meses de 2014. Louvamos ao nosso bom Deus por preservar a nossa saúde. Estamos bem.

Sabemos que esta obra aqui em Fulacunda tem um dono, o Senhor Jesus Cristo e que somos apenas mordomos, nos esforçando para administrar com fidelidade aquilo que tem sido colocado em nossas mãos. As vossas orações têm subido ao trono de Deus, como aroma suave e através delas muitas vidas têm sido alcançadas com a mensagem do Evangelho.
Dia 22 de Agosto inauguramos, junto com a   população local, um poço que custou mais de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) , cujo nome é REOBOTE, em referência a Gn 26.22,  que diz: “ Partindo dali, cavou ainda outro poço; e, como por esse não contenderam, chamou-lhe Reobote e disse: Porque agora nos deu lugar o SENHOR, e prosperaremos na terra.” Foram utilizados mais de 50 sacos de cimento, ferro, pedra e areia. Este poço está sendo uma grande benção em Fulacunda onde há grande carência de água; o povo daqui está muito alegre  e agradece  aos irmãos do Brasil. Enviamos 3 fotos anexas, sendo que a segunda foto mostra o interior do poço.  Em frente ao poço escrevemos frase bíblica, todos que vem buscar água podem lê-lo. Este é o décimo poço cavado em Fulacunda e Aldeias.

Ontem, 30 de agosto, houve uma manifestação preventiva contra a doença ÉBOLA:  o comércio não abriu e todos ficaram  envolvidos na limpeza da “tabanka” (aldeia).  Esclarecemos que a Guiné afetada pelo referido vírus é Guiné Conacry,  país vizinho, mas precisamos orar para Deus erradicar essa terrível doença; temos envolvido a Igreja nesse propósito de oração.

Enviamos dois irmãos para participar da capacitação de missionários educadores do PEPE, Jardim de Infância, pois se Deus permitir, estaremos abrindo mais um Jardim em uma outra  tabanka, onde já plantamos igreja. Tudo isso demanda custos, mas cremos num Deus provedor que usa as pessoas de boa vontade para que sua obra seja realizada.
Na Escola Bíblica Dominical temos em média, 70 crianças de várias etnias. Após a lição, servimos um lanche para elas. (Foto anexa).
O curso de corte e costura está funcionando a contento. Temos atendido várias pessoas na área de saúde básica, pois o período chuvoso traz várias doenças e muitas vezes não tem ninguém no hospital para atender.

PEDIDO DE ORAÇÃO E AGRADECIMENTO
Continue orando por nós,  nossos filhos e netos; pelos novos convertidos e a Igreja em geral; pela nossa saúde; pela graça de Deus em nossas vidas e discernimento necessários em situações inesperadas.
Em Cristo,
Pr. Esequias e missionária Márcia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *