Missões; o obrigatório serviço cristão

Missões; o obrigatório serviço cristão

“Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!” 1 Coríntios 9. 16

Proponho-me, neste breve e simples estudo bíblico, a falar de um assunto pouco comentado em muitos arraiais evangélicos nessa era pós-moderna, porém, de imprescindível importância e necessidade; “Missões” o obrigatório serviço cristão.

Com a realidade dos acontecimentos escatológicos diante de nós; pestes, guerras, catástrofes naturais de terríveis proporções, A iminência do colapso econômico global, a apostasia desenfreada e tantas coisas já dantes vaticinadas como princípio das dores e prenúncio da volta de Cristo, se faz necessário nos imbuírmos do sentimento de urgência e obrigatoriedade de que foi tomado o apóstolo Paulo e assumirmos o caráter missional da nossa vocação em Cristo

Mas, Como podemos definir missões?   Podemos definir missões como “o serviço cristão”, “o trabalho que amorosamente e sacrificialmente consagramos a Deus”, visando à expansão do seu reino até os confins da terra, no poder e unção do Espírito Santo.  

O significado da palavra missão no contexto bíblico teológico é “enviar”. As palavras missão e missionário, muito conhecidas e usadas pelos cristãos evangélicos vêm da palavra grega apostolo. Esse vocábulo é usado no novo testamento para designar os doze apóstolos Lucas 6:13 E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos. É também usado para os enviados como embaixadores ou missionários da igreja. 2 Co 5. 20

A luz de At 13 Podemos dizer que Missões é uma obra do Espírito Santo que requer consagração. At 13.2

Alguém afirmou certa feita, que nada há sem importância no serviço de Deus (em missões). Aos olhos do Senhor, tanto é importante aquele que leva o evangelho aos tribais das selvas amazônicas, como aquele que se põe a falar a mensagem da cruz para o seu vizinho; ambos se acham comprometidos com o serviço cristão (ou com missões).

Missões é  uma resposta da igreja à necessidade do mundo em ser alcançado pela vontade de Deus, e uma resposta da igreja a vontade de Deus em cumprir os seus propósitos no mundo.

Mas porque, onde, quando e como fazer missões, e acima de tudo quem é responsável por cumprir essa tarefa? É o que quero com a graça de Deus, tentar responder neste humilde comentário a seguir.

Em Atos 1.8 Jesus delineia o seu grande projeto missionário que teria proporção global, multicultural, multilinguístico e multirracial. Este versículo serve também para ensinar a organização textual do livro de Atos dos apóstolos.                                                                                                                                                                     A primeira pergunta que se faz ao falarmos desse tema é:

Por que fazer missões? Listaremos algumas respostas plausíveis

1º – porque Deus está buscando a quem enviar. Is 6:8  Mt 9:37-38

2º – Porque há um clamor dos perdidos. At 16 ver. 9 e Pv 24 ver. 11-12

3º – Por que é uma ordem imperativa do Senhor. Mc 16 ver. 15-18

4º – Porque o tempo está no fim. Rm 13 ver. 11 e 1º Jo 2 ver. 18

5º – Porque não podemos nos apresentar diante de Deus com as mãos vazias. 2º Co 5 ver. 10

6º – Porque há recompensas gloriosas para quem faz. Mt 19 ver 29

7º – Porque temos um chamado especifico. 1º Pe 2 ver. 9

Como cristãos estamos totalmente comprometidos com a vocação e o chamado de Deus para Missões

A segunda pergunta que é feita é:

Onde fazer missões?

1º – em Jerusalém At 1 ver 8

É a sua Cidade, Pode ser sua igreja, sua casa, sua rua, seu bairro, sua escola, sua faculdade, seu trabalho, nos antros de perdição, nos prostíbulos, nas cadeias, penitenciarias, nos manicômios, nos hospitais etc.

2º – em toda a Judéia At 1 ver 8

Pode ser fora de sua cidade, nos povoados, nas localidades, nas tribos, nas aldeias, nas comunidades, em assentamentos, outras cidades, o teu estado.

3º – E Samaria At 1 ver 8

Pode ser além das barreiras sociais, culturais, linguísticas, políticas e geográficas

4º até os confins da terra. At 1 ver 8

Disse o Senhor o “campo e o mundo”. Mt 13 ver. 38.

 Já somos mais de sete bilhões de pessoas no mundo, todas necessitando de amparo, assistência e cuidados, materiais, emocionais, e principalmente espirituais. Aonde colocarmos a planta do pé, é campo missionário de responsabilidade nossa. Entendido isso, vejamos então outra pergunta.

Quando fazer missões?

1º – ontem; A ordem a autoridade e o poder já nos foram dado a muito tempo. Mc 16 ver. 15-18.  Mt 28 ver. 18-20 e At 1 ver. 8. At 2 ver. 1-4.

2º – hoje; não há tempo a perder. Rm 13 ver. 11. 1º Jo 2 ver. 18. 2º Tm 4 ver. 1-5.

3º – Até a consumação dos séculos; Mt 28 ver. 18-20.

O grande problema.

Vivemos num mundo cada dia mais egoísta, onde o ser servido está se tornando mais importante do que o servir. O interesse pessoal se sobrepõe ao interesse coletivo. As realizações próprias são agora o objetivo da maioria das pessoas, e isso tem formado uma geração má, de pessoas amantes de si mesmas 2 Tm 3 ver. 1-5.

E essa situação tem afetado até mesmo muitas igrejas, que, trancadas entre quatro paredes, e envolvidas num sentimento de orgulho, tomadas pela frieza espiritual, comodismo e negligencia, deixam de fazer missões, que é o reflexo perfeito da igreja obediente, aos dois maiores de todos os mandamentos, o amor a Deus e ao próximo Mt 22 ver. 37-40.

Quem deve fazer missões?

A bíblia nos ensina que é da igreja a responsabilidade de fazer missões. Essa responsabilidade é coletiva e também individual. Coletiva, é a igreja como reunião ou assembléia de  salvos e a individual é a de cada crente como um membro integrante da igreja. Todos devem estar envolvidos na maravilhosa tarefa de conquistar vidas para Cristo, e cooperar para o engrandecimento e estabelecimento pleno do reino de Deus na terra, e era assim na igreja de Antioquia: “e, servindo eles ao Senhor…” At 13.2. Acreditamos que nem todos foram chamados para irem ao campo, mas todos foram chamados para fazer missões.

Nos dias do rei Davi ele estabeleceu a lei da divisão da presa; A lei estabelecia o seguinte: “… porque qual é a parte dos que desceram á peleja, tal também será a parte dos que ficaram com a bagagem; igualmente se repartirão” 1 Sm 30.24 Este principio deve funcionar no trabalho missionário, todos devem estar envolvidos, uns vão ao campo e outros dão cobertura espiritual, social e financeira.Então, jejuando, e orando e pondo sobre eles as mãos os despediram.” At 13.3

 Com este ato, os membros da igreja local estavam conferindo-lhes autoridade para serem  representantes legais da igreja para fazerem a obra. A expressão “os despediram” nos mostra que não foram a revelia, e sim enviados, foram com o apoio da igreja, recebendo assim os cuidados da mesma e ficando no dever de dá relatórios a igreja At 14.27,28

Qual deve ser o perfil do missionário?

1º – Alguém que conheça a palavra – “Na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores…” At 13.1.
2º – Alguém que realmente esteja servindo a Deus – “ E servindo eles ao Senhor…” At 13.2                                                                                                                       3º –Alguém chamado para esta obra– “… Disse o Espírito Santo: apartai-me a barnabé e a Saulo para a Obra que os tenho Chamado” At 13.2
Quem realmente é chamado sente o forte desejo de ir, Está disposto a deixar tudo e ir, Suporta as aflições e embates do campo missionário pelas convicções e sentimentos que tem At 13.13
Aqueles a quem Deus chama e envia, Ele os acompanha; o senhor jamais nos incumbiria de uma obra de tantos desafios sem nos dá condições para realizar tal obra. É exatamente no contexto da obra missionária que ele disse: “… E eis que estou convosco todos os dias” Mt 28. 20. E foi isto que aconteceu o Senhor estava com os missionários em todo aquele trajeto.

O grande problema é que aqueles tem esse perfil preferem virar as costas para essa responsabilidade.

Então vejamos agora algumas alegações de quem quer fugir da pratica do serviço cristão (missões) e o que a bíblia diz a respeito. Quais as Desculpas dos que não querem fazer missões.

·       Não tenho chamada. 1º Pe 2 ver. 9

·       Não tenho talento. Mt 25 ver. 14-30

·       Não tenho tempo. Ec 3 ver. 1-9

·       Não sei falar. Ex 4 ver. 10-12 e Jr 1 ver. 5-9

·       Não tenho cultura. At 4 ver. 13    

·       Ninguém me vê. Sl 34 ver. 15

·       Minha família não aceita. Mc 3 ver. 21 e Mt 10 ver. 37-39

·       Não é minha responsabilidade 1Pe 2 ver. 9

As desculpas são muitas, mas, a intenção e a mesma; não fazer missões!

Esses se enquadram na classe dos que não servem para fazer missões, e são identificados facilmente, pois todos têm as mesmas peculiaridades em comum.

a-    Olham para traz, para a velha vida, e não querem assumir um compromisso mais serio com Deus e sua obra.

b-    Valorizam o conforto e o bem estar mais do que a obra do Senhor.

c-     Amam a família e os bens mais do que o Senhor.

d-   Têm medo de perderem seu equilíbrio e estabilidade física, econômica e emocional.

e-   Têm medo de passarem privações, provações e dificuldades, entre outras coisas.

Entendemos porem, que existem aqueles que desejam ardentemente e com zelo, fazer a vontade do Senhor como autênticos missionários, por isso nos propomos a mostrar agora algumas condições necessárias para quem deseja fazer missões, observando uma oração feita pelo rei Davi.

·                 Como fazer missões?

 Sl 51 ver. 10-13.

1º – com um coração puro. Sl 51 ver 10 p.a

2º – com um espírito reto Sl 51 ver 10 p.b

3º – com a presença de Deus Sl 51 ver. 11 p.a

4º – com a plenitude do Espírito Santo Sl 51 ver. 11 p.b

5º – com a alegria da salvação Sl 51 ver 12 p.a

6º – com um Espírito voluntario Sl 51 ver. 12 p.b

7º – anunciando o caminho do Senhor aos pecadores Sl 51 ver. 13

O resultado exposto no verso de numero 13 se confirmará, quando colocarmos nossas vidas nessas condições, principalmente a sexta, pois o que o Senhor requer de nós é inteira disponibilidade para fazermos a sua obra, o resto Ele se responsabiliza Mc 16 ver 20.

 No entanto, Fazer missões, não se restringe somente ao dever de anunciar aos pecadores o caminho do senhor, embora essa seja a tarefa principal da igreja. Entendemos, porém que, fazer missões, o obrigatório serviço cristão é; trabalhar para divulgação, instalação, e expansão do reino de Deus na terra.

É trabalhar para a edificação da igreja, por fim fazer missões é trabalhar para produzir o bem estar espiritual da humanidade.

E nesta tarefa estão incluídos, tanto aqueles que ministram em grandes cruzadas evangelísticas, arrebatando multidões e convertendo milhares de pessoas a Cristo, como os que se Põem a cuidar da manutenção dos templos, todos se acham comprometidos de alguma forma com missões.

Conclusão

A pergunta feita a Isaias continua a ecoar; a quem enviarei, e quem a de ir por nós? O clamor de Salomão continua a bradar; livra os que estão sendo destinados a morte e salva os que são levados a matança se o puderes retirar! O pedido do varão macedônio continua a nos incomodar; passa à macedônia e ajuda-nos!

Diante da grande necessidade que tem a obra do Senhor de mais trabalhadores, surge à pergunta, qual é a nossa posição, como disse C. H. Spurgeon celebre pregador: “todo o cristão ou é um missionário ou é um impostor”. Diante do exposto temos de reconhecer como Paulo; “me é imposta essa obrigação” e “ai de mim se não pregar o evangelho” 1Co 9. 16

 

 

 

 

Bibliografia consultada:

Bíblia apologética de estudo, ICP                                                                     

Bíblia shedd de estudo,  Russell shedd, edições VIDA NOVA                                                                                                   

Livro heróis da fé, Orlando Boyer, CPAD                                                                                                                                                                                     

Apostila; missiologia a luz da igreja em Antioquia                                                Pr. Francisco de Assis

Compilado por;

Missionário José Rodrigues da silva filho

Esperantinópolis-MA

 

Verão de 2022

Rolar para cima